O Papa Francisco e as Carmelitas…

com o papa

O Santo Padre volta a telefonar para o Convento de Lucena
As carmelitas descalças transmitem o carinho do papa aos habitantes do povoado vizinho ao convento

Por Redacao

ROMA, 05 de Agosto de 2014 (Zenit.org) – O papa Francisco voltou a telefonar para a comunidade das carmelitas descalças de Lucena, em Córdoba, Espanha, no último sábado, 2 de agosto. Desta vez, o papa transmitiu o seu “carinho, proximidade e lembrança afetuosa” ao povo de Lucena. O convento, situado no sul da Espanha, se tornou conhecido em todo o mundo no último dia 31 de dezembro, quando o Santo Padre deixou uma mensagem para as freiras na secretária eletrônica.

“O que será que estão fazendo estas freiras que não podem atender? Sou o papa Francisco e queria saudá-las neste fim de ano. Vou ver se mais tarde posso ligar de novo. Que Deus as abençoe”. Estas foram as palavras que o pontífice deixou gravadas como recado.

Nesta segunda ocasião, as freiras atenderam no instante em que o telefone tocou e puderam conversar com o papa durante 40 minutos. Francisco pediu que as carmelitas transmitissem as suas palavras aos sacerdotes da localidade, para que eles, por sua vez, as difundissem nas missas do fim de semana. A irmã Adriana de Jesus Ressuscitado, priora do convento, assim como outras duas religiosas, é argentina e conhece Bergoglio há 15 anos.

Anúncios

Igreja, Corpo de Cristo

eucaristia

“Isto é meu Corpo que é dado por vós!”
Cristo doa Seu Corpo para Aquela que quis por Esposa, a Igreja.
Maravilhoso mistério em que, ao doar-se por inteiro, faz com que Ela mesma se torne Seu Corpo! Realiza-se assim o que está escrito: “Por isso o homem deixa seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher, assim já não são dois, mas um só corpo.”
Todas as realidades terrenas, criadas e desejadas pelo Criador, convergem para uma realidade superior e eterna. Também, e podemos dizer, principalmente, o matrimônio, a união perene e profunda entre duas pessoas, foi desejada para expressar na nossa linguagem a união que Deus tem com Sua Igreja, que é cada um de nós e todos nós juntos!
Esse mistério é grande, já dizia São Paulo, e maravilhoso! Ele nos quer unidos a Si para sempre, transformados nele, sem que com isso percamos nossa identidade única. Cada pessoa é a única Esposa de Cristo, e todos juntos Somos essa única Esposa que é a Igreja!Não há porque pensar que isso seja impossível. Existe algo impossível para o Todo-poderoso?

Para Ele podemos cantar, com Ir. Glenda:
“Tu me amarás, eu te amarei, Aliança eterna entre tu e eu
Tu me amarás, eu te amarei, até que a morte nos una mais!”

Ele nos dá Seu Corpo precioso, e nós nos doamos a Ele, numa entrega total à nossa missão de amar aos irmãos!